areias:sonoras

areias:sonoras

as areias comuns metem-se nos olhos,
as areias sonoras entram pelas orelhas.

Falangullo persoal de ideas ventureiras, pensamentos peregrinos, anacos de memoria, ferruxe emocional e viaxes de ida e volta.

Producido entre 2006 e 2009. Foi un dos primeiros feitos en galego. Regresou no 2020.